Você sabia que as eleições estão chegando?

00 dias

00 horas

00 min

00 seg

Quanto antes você começar seu planejamento, mais chances de sucesso!

Blog

Pré-candidatos: Pensem no site como algo importante durante a campanha

Estamos em período de pré-campanha, pelo menos para a justiça eleitoral, pois, na prática, as campanhas já estão nas ruas. Os pré-candidatos, com o discurso de que estão apenas se apresentando, já estão a todo o vapor em busca de apoio e, claro, do comprometimento do voto.

Em paralelo a tudo isso, as estratégias já estão sendo elaboradas pelos marquetólogos. Layouts e slogans estão sendo pensados e criados, enquanto os pré-candidatos caminham em busca de voto e de recursos para que tudo o que for planejado possa ocorrer.

Além da ação nas ruas, dos programas de rádio e TV, a internet passa a receber uma atenção cada vez maior. Mesmo que muitos políticos não saibam como, a grande maioria sabe que precisa estar na rede. Sendo assim, muitos já se movimentam em busca de apoio para ter uma comunicação digital adequada. Em texto publicado em outubro de 2011, abordei alguns erros cometidos pelos candidatos. Agora, vamos nos concentrar em algumas práticas importantes para aquele que quer estar bem posicionado junto ao eleitor, por meio da internet.

Uma das primeiras coisas pensadas pelos candidatos é o site que vão utilizar durante o período eleitoral. É importante deixar claro que, ao contrário do que ocorria no passado, as páginas não servem mais apenas para acesso ao plano de governo. Elas devem ir além, precisam ser dinâmicas, permitir uma integração com as mais diversas plataformas. Além disso, o site pode e deve ser um espaço, por exemplo, para que o eleitor, interessado, possa acessar os programas eleitorais que forem veiculados no rádio ou na TV. Mais que isso, ele deve permitir acesso a fotos, material de campanha, que possam ser impressos, caso um simpatizante queira, ele mesmo reproduzir, como forma de apoiar o candidato.


Assim como há uma equipe de rádio, TV e assessoria de imprensa, é importante uma equipe que cuide da comunicação digital, que pense estratégias de comunicação digital. Por exemplo, o tempo de rádio e TV são determinados pela justiça eleitoral, por meio das coligações e da representatividade dos partidos no Congresso Nacional. Nem sempre, esse tempo é ideal, adequado. Na internet, no site do candidato, pode ser possível apresentar programas mais completos, sem a preocupação com o tempo, e isso pode ser de grande ajuda para a divulgação das propostas.

É importante que o site seja pensado de uma forma a permitir fácil acesso ao usuário. Ou seja, uma questão importante é pensar na usabilidade. Mais que pensar na identidade visual, é fundamental pensar na forma como o usuário, que é eleitor, vai navegar pelo site. Perguntas importantes que precisam ser feitas são: de que forma que o conteúdo será acessado, quanto tempo o internauta vai levar para acessar determinadas páginas do site, que experiências ele vai poder realizar navegando pelo site? Foi-se o tempo em que as páginas eram estáticas, que não permitiam uma relação mais próxima. Não ignore isso.

O internauta que acessa o site de um candidato é o mesmo que navega diariamente na internet e, com certeza, ele busca ali o mesmo que em qualquer outro lugar. Entenda que o importante não é o que o candidato quer falar e mostrar, mas, principalmente, o que ele, eleitor, espera encontrar.

O candidato deve pensar em tudo isso antes de definir como será seu site. Na grande maioria das vezes, o preço é o que menos deve importar.